DestaqueTragédia

Dois irmãos e um caminhoneiro morrem ao inalarem gás tóxico em fábrica de cachaça

184Visualizações

Os irmãos Carlos Roberto Martins das Dores, de 56 anos, e Jadson Martins das Dores, de 51 anos, morreram dentro de um poço da fábrica de cachaça que eram donos, em Campo Limpo de Goiás, nesta quinta-feira (9). O caminhoneiro Junio Penes da Silva, de 39 anos, morreu tentando salvar os empresários.

Segundo o Corpo de Bombeiros, um dos empresários foi ao espaço subterrâneo onde ficam os alambiques de envelhecimento de cachaça e acabou intoxicado por um gás. O irmão desceu ao local para salvar o parente, mas também desmaiou. A suspeita dos bombeiros é que seja um gás tóxico gerado pela fermentação da cachaça.

Local subterrâneo onde três pessoas morreram, em Campo Limpo de Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Uma irmã dos empresários viu que eles desmaiaram e saiu correndo para pedir ajuda. O caminhoneiro Junio Penes, que passava na rodovia próxima ao local, parou para prestar socorro. Ao entrar no espaço subterrâneo, ele percebeu que o gás estava muito forte e tentou sair, mas se desequilibrou da escada, caiu e morreu.

A Polícia Técnico-Científica esteve na cachaçaria para colher materiais para a investigação das causas e origem do gás tóxico.

Bombeiros resgatam corpos do local onde a cachaça era envelhecida — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Fonte: G1-GO

Deixe uma resposta

1 × 4 =