Afogados da IngazeiraDestaque

Afogados: Jovem preso há quase 4 meses, tem liberdade após acusados afirmar sua inocência

150Visualizações
Prestes a completar 04 meses detido injustamente desde o ultimo dia 26 de Fevereiro em Afogados da Ingazeira, o jovem Guilherme Allas Alves da Silva, conhecido como “Coloral”, de 19 anos, teve sua liberdade autorizada na tarde desta quarta feira 19 de Junho após audiência judicial no Fórum Laurindo Leandro Lemos.
A versão contada pela policia em delegacia é desmentida em juri que concedeu a liberdade do jovem.
Coloral como é conhecido em Afogados da Ingazeira foi preso no dia 26 de Fevereiro por policiais militares enquanto jantava com a avó de 63 anos e o irmão de 20 anos. Tiveram a casa invadida por policiais e sem explicações e mandado levaram o jovem à prisão acusando-o de participação em um assalto contra um comerciante do Bairro São Francisco.
Os dois acusados pelo assalto também foram presos, entre eles um menor de 16 anos que juntos afirmavam o tempo todo a inocência de Coloral no caso.
Uma moto foi utilizada pela dupla para assaltar um estabelecimento comercial no Bairro São Francisco, eles indagavam que como cabem três pessoas em uma moto se a vitima afirmou que só eram dois ocupantes durante o assalto? 
magens de câmeras de seguranças foram solicitadas pela defesa de Guilherme Allas, que não foram encontradas e nem exibidas pela acusação.

Durante todo o tempo detido, o jovem jurava inocência e familiares e amigos do lado de fora lutavam para conseguir provas de sua inocência, o que foi conquistado.

Na tarde desta quarta feira, amigos reuniram-se em frente a cadeia pública de Afogados da Ingazeira, no Bairro Sobreira para esperar  a saída de Guilherme que foi recebido com abraços pelos amigos.
Emocionado, chorou e afirmou mais uma vez que é inocente. Dos envolvidos, um continua preso e o menor que também participou da audiência está em liberdade. Na audiência ambos acusados pelo assalto voltaram a confirmar que Guilherme Allas não havia participado da ação.
Fonte: Cauê Rodrigues

Deixe uma resposta

2 × cinco =