Economia

Saque retroativo do abono salarial PIS/Pasep é possível; veja se tem direito

744Visualizações

Muitos trabalhadores perderam o prazo para sacar o abono salarial PIS/Pasep referente ao ano-base 2019, que terminou no dia 30 de junho. Mas uma decisão do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) pode tornar possível o resgate desse dinheiro.

Segundo a Resolução 838, o cidadão pode retirar o abono até cinco anos após sua liberação. Entretanto, o governo federal precisa liberar uma nova rodada de saques para que isso ocorra.

Em 2021, o saque do PIS/Pasep ano-base 2020 não foi autorizado para quem perdeu o prazo, então a expectativa é de que em 2022 isso ocorra. Sendo assim, no próximo ano os trabalhadores deverão ter a oportunidade de retirar os valores retroativos.

Como regatar o PIS/Pasep retroativo

Os trabalhadores precisam consultar o procedimento adotado por cada instituição financeira antes de solicitarem o saque retroativo. No caso dos servidores públicos, o Pasep é administrado pelo Banco do Brasil. Já o PIS dos funcionários de empresas privadas é responsabilidade da Caixa Econômica Federal.

O BB atende pela central “Alô Trabalhador”, no telefone 158. A Caixa disponibiliza o número 0800-726-0207 para maiores informações.

Regras do abono

Confira os requisitos exigidos para solicitar o abono salarial:

– Estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
– Ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos no ano-base;
– Ter exercido atividade remunerada, durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base;
– Ter seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Valor do abono salarial PIS/Pasep

Os pagamentos são feitos no mês de nascimento do cidadão e o valor varia acordo com o número de meses trabalhados. Confira a tabela: