Economia

Governo Federal divulga o valor do salário mínimo em 2023; veja o novo valor

391Visualizações

Já é possível prever o valor do salário mínimo em 2023? Alguns especialistas e populares acreditam que sim. O valor oficial será divulgado pelo governo federal no início do próximo ano, ou nos últimos dias úteis ainda deste ano. Até lá, com base em informações do próprio governo é possível ter uma ideia. 

É garantido na Constituição Federal que o salário mínimo seja reajustado todos os anos. O objetivo é que os brasileiros não percam seu poder de compra, considerando que habitualmente os produtos têm acréscimo de valor.

Para calcular o valor do salário mínimo em 2023 será considerado o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano de 2022. Esse dado deve ser publicado no fim deste ano, ao considerar o desempenho dos 12 meses.

A previsão é de que a inflação oficial de 2022 seja de 8,1%. Caso aconteça, este é o valor que deve ser ser somado ao atual piso nacional de R$ 1.212.

Valor do salário mínimo em 2023

O novo valor do salário mínimo em 2023 começa a valer em todo Brasil já a partir do dia 1° de janeiro. O governo deve publicar oficialmente essa quantia nos últimos dias úteis de 2022.

Pode acontecer do INPC considerado pelo governo ficar abaixo do valor real para aquele ano, isso porque é feita uma previsão do índice caso ele não seja oficialmente divulgado a tempo de constar no cálculo do novo salário.

Quando a inflação calculada fica menor e consequentemente o salário mínimo também perde seu valor, o governo deve corrigir o piso. Podendo publicar um novo valor para o piso, dessa vez com o INPC correto, ou fazer a correção no ano seguinte.

Hoje, as expectativas são de que o INPC deste ano fique em 8,1%. Se isto de fato acontecer o valor do salário mínimo de 2023 será R$ 1.310. Um aumento de R$ 98 comparado aos atuais R$ 1.212.

Pagamentos afetados com o novo salário mínimo

Assim que o governo federal publica o novo valor de salário mínimo, várias instituições e órgãos financeiros devem mudar o pagamento dos seus associados.

Este é o piso de pagamento do país, isso significa que nenhum trabalhador que atua por 8 horas diárias pode receber menos que 1 salário mínimo. Além deles, o piso também é usado como base para o cálculo do:

  • Benefícios do INSS (BPC, auxílio doença, salário maternidade e etc.);
  • Seguro desemprego (valor mínimo);
  • PIS/PASEP (valor máximo).

 

 

Fonte: FDR