Bolsa Família

O Bolsa Família vai aumentar mesmo? Confira o que se sabe até agora

956Visualizações

O Bolsa Família vai aumentar mesmo? Em agosto ocorreu a publicação da Medida Provisória 1061/2021, que cria o Auxílio Brasil. Este, por sua vez, é o novo programa federal de redistribuição de renda, que substituirá o primeiro. Apesar da proximidade de seu início, pouco se sabe ainda quanto aos seus detalhes. Veja hoje (30/09) tudo o que se sabe e qual será o valor de pagamento.

O início do novo programa está previsto para ocorrer ainda em novembro. Assim, ele entraria em vigor imediatamente após o término o auxílio emergencial. Até o momento, contudo, o assunto é cercado de incertezas, mesmo diante de promessas já feitas pelos governantes.

O Bolsa Família vai mesmo aumentar?

No lançamento da MP que prevê a criação do Auxílio Brasil, Jair Bolsonaro (Sem partido) anunciou que o valor seria de ao menos R$ 300 por família beneficiária. Isso representaria um aumento de R$ 121 em relação ao Bolsa Família, cujo valor médio hoje é de R$ 189.

Ainda em 17 de setembro, o secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, reafirmou o valor de R$ 300 do novo programa. Veja o que disse Funchal, à época, em seminário da escola de negócios Fucape em parceria com o Banco XP:

Apesar disso, contudo, cabe ressaltar que até o momento ainda não foi batido o martelo quanto ao valor final. Isto é, ele sequer consta na MP. Esta, por sua vez, ainda não foi à votação, o que deve ocorrer dentro dos próximos 70 dias.

Além disso, há indícios de que possa ocorrer postergação da data de início do Auxílio Brasil. Afinal, até o momento medidas como a reforma dos precatórios ainda não foram à votação. E isso seria essencial para que o Governo tivesse orçamento para sustentar o valor do programa.

Por isso, apesar de haver promessas de que o Bolsa Família vai aumentar, até o momento não há qualquer indício concreto disso. Ou seja, demonstração de orçamento para fazê-lo e oficialização pelo Governo Federal. Dessa forma, deve-se aguardar as próximas notícias.

 

Fonte: folhago