Bolsa Família

Estou na fila do Bolsa Família; quais as chances de receber o Auxílio Brasil? Confira

395Visualizações

A fila de espera para ser contemplado pelo Bolsa Família é de 1.186.755 de pessoas que estão dentro dos critérios. Atualmente, o programa atende 14,6 milhões de famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza.

O Bolsa Família é um dos programas do Governo Federa que atende as famílias em situação de vulnerabilidade social. Porém, mesmo beneficiando mais de 14 milhões, o programa ainda tem uma fila de espera de quase 2 milhões de pessoas.

Essas famílias atendem aos critérios do programa e aguardam a inclusão. A maior parte se concentra no Nordeste e Sudeste. São Paulo tem 17% das famílias da fila, seguido por Bahia (10%), Pernambuco (8,9%) e Rio de Janeiro (8,5%). Veja abaixo os critérios do Bolsa Família:

  • Renda per capita mensal de até R$ 89,00;
  • Renda per capita de até R$ 178,00 (famílias que tenham em sua composição gestante, nutrizes, crianças e adolescentes até 17 anos);
  • Estar inscrito no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico);
  • Estar com os dados no CadÚnico atualizados há, pelo menos, dois anos.

Além de atender aos critérios, os contemplados devem cumprir as exigências do programa. Essas exigências visam fornecer as famílias, crianças e gestantes o acesso à educação, saúde e assistência social:

  • Crianças e adolescentes com idade escolar (entre 6 e 15 anos) devem ter, no mínimo, 85% de presença nas aulas;
  • Os jovens entre 16 e 17 anos, a frequência mínima exigida é de 75%;
  • Crianças menores de 7 anos precisam estar com as vacinas em dia e devem comparecer ao posto de saúde para realizar o monitoramento e o acompanhamento do crescimento;
  • Gestantes devem comparecer às consultas de pré-natal e participar de atividades educativas ofertadas pelo Ministério da Saúde sobre aleitamento materno e alimentação saudável;
  • Acompanhamento de saúde das mulheres que possuem 14 a 44 anos de idade.

Auxílio Brasil

A ampliação do Bolsa Família, que deve ser renomeado para Auxílio Brasil, se tornou bandeira do presidente Jair Bolsonaro para as eleições de 2022. Com isso, há a pretensão de aumentar o número de beneficiários e o valor médio de pagamento.

Para ampliar o número de famílias contempladas a proposta é ampliar a faixa mínima de entrada de R$ 89 para R$ 100. Já para aumentar a média de pagamento, a ideia e criar novos benefícios.

A pessoa que já está na fila do Bolsa Família tem sim chances de ser contemplado no novo programa. Além do espaço de inscritos ser possivelmente maior, o cidadão e sua fila cumprem com os requisitos básicos para se beneficiar.

Fonte: FDR