Bolsa Família

Bolsa Família tem novo aplicativo com login por CPF; veja como baixar

777Visualizações

A Caixa Econômica Federal lançou na última semana uma nova versão do aplicativo do Bolsa Família. Por meio do app o beneficiário pode consultar o calendário do Bolsa Família em 2021, bem como consultar as demais parcelas liberadas em meses anteriores e conferir os extratos de pagamentos detalhados.

Agora, com a nova atualização, o acesso ao aplicativo do Bolsa Família passa a ser realizado com o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e com a senha usada nos aplicativos da Caixa.

Outra funcionalidade do aplicativo é a consulta para os beneficiários que estão recebendo temporariamente o Auxílio Emergencial, que poderão conferir a situação do benefício diretamente no app. A Caixa ressalta que as informações disponibilizadas são relativas aos últimos 12 anos e que o aplicativo também permite o esclarecimento de dúvidas por parte do beneficiário.

Segundo a Caixa, o aplicativo do Bolsa Família já recebeu mais de 200 mil downloads em sua nova versão. Veja abaixo como fazer o download.

Como baixar o aplicativo do Bolsa Família

O novo aplicativo do Bolsa Família está disponível para download nas duas plataformas:

  • Google Play para celulares Android (clique para baixar) e
  • App Store para smartphones com sistema iOS (clique para baixar).

Após fazer o download do aplicativo, basta preencher o número do CPF e a senha para consultar as informações referentes ao benefício. A senha para acessar o aplicativo do Bolsa Família é a mesma usada em outros aplicativos da Caixa, como o FGTS, Loterias e Caixa Trabalhador. Já quem for acessar o aplicativo pela primeira vez pode cadastrar a senha na opção “É novo por aqui? Cadastre-se”.

Caso o beneficiário possua cadastro e tenha esquecido a senha, poderá informar o número do CPF e clicar na opção “Recuperar senha”. Outras informações podem ser consultadas pelo telefone 0800-726-0207.

Como saber se fui aprovado no Bolsa Família?

Após realizar a inscrição no Cadastro Único o cidadão pode descobrir se foi aprovado para receber o Bolsa Família por meio da carta enviada pelo Ministério da Cidadania. Caso não recebe o documento, o cidadão poderá procurar o setor responsável pelo programa na sua cidade – o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou outro setor da Prefeitura – ou então ainda ligar para o Atendimento Caixa ao cidadão no número 0800 726 0207.

Para evitar ter o benefício do Bolsa Família bloqueado é importante que o inscrito mantenha sempre o seu cadastro atualizado. Isso significa que o Responsável Familiar – a pessoa que fez o cadastro no CRAS – atualize constantemente os dados de endereço, telefone de contato, renda ou qualquer modificação no grupo familiar, seja nascimento ou morte de alguém, casamento, separação, adoção, etc.

Se não houver nenhuma mudança, a atualização do cadastro deve ser feita obrigatoriamente a cada dois anos. Também é importante que a família cumpra alguns requisitos para continuar recebendo o benefício, são eles:

  • Garantir frequência escolar de no mínimo 85% para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos e de 75% para adolescentes de 16 e 17 anos;
  • Comparecer às consultas de pré-natal conforme calendário preconizado pelo Ministério da Saúde (MS), no caso de gestantes;
  • Participar de atividades educativas ofertadas pelo Ministério da Saúde sobre aleitamento materno e alimentação saudável, no caso de nutrizes (mães que amamentam);
  • Manter em dia o cartão de vacinação das crianças de 0 a 7 anos;
  • Fazer o acompanhamento da saúde de mulheres na faixa de 14 a 44 anos.

De qualquer forma, caso o beneficiário tenha o seu Bolsa Família cancelado ou bloqueado é necessário procurar o setor responsável onde foi realizada a inscrição no programa para verificar a situação do benefício.

 

Fonte: acheconcursos