Bolsa Família

Beneficiários do Bolsa Família vão receber 13º salário em 2021? Confira

2.67KVisualizações

Em 2019, os inscritos do Bolsa Família puderam contar com o recebimento de um 13º salário. No entanto, no ano passado o Abono Natalino acabou não sendo pago e este ano os beneficiários estão na dúvida se terão ou não acesso à parcela extra neste final de ano.

13º salário do Bolsa Família

O 13º salário pago aos inscritos do Bolsa Família foi equivalente ao valor da parcela tradicional ao qual o cidadão recebeu ao longo de todo período. Assim, caso o abono natalino venha a ser pago este ano, deve seguir o mesmo cronograma de 2019, sendo pago no mês de dezembro.

A liberação do abono em 2019 ocorreu através de uma Medida Provisória (MP) assinada pelo presidente, Jair Bolsonaro que viabilizou a criação do pagamento do 13º salário para os inscritos do Bolsa Família.

A liberação do 13º salário aos beneficiários fazia parte do pacote de medidas da campanha eleitoral do presidente, Jair Bolsonaro, e segundo apontado naquele período custou R$ 2,5 bilhões aos cofres da união naquele ano.

Abono natalino será pago esse ano?

Este ano o governo não determinou se haverá ou não o pagamento do 13º salário para inscritos do Bolsa Família. Isso porque o governo está trabalhando para conseguir implementar o Auxílio Brasil, beneficio esse que irá substituir o atual Bolsa Família, podendo pagar um valor maior e ainda agregando mais pessoas,

Vale lembrar também no ano passado o governo acabou não liberando o 13º salário devido aos beneficiários do Bolsa Família, pois o governo estava tentando controlar os gastos públicos frente ao surgimento da pandemia da Covid-19. No entanto, como o 13º salário foi instituído através de uma Medida Provisória, a mesma perdeu a validade em outubro de 2020.

Bolsa família e Auxílio Emergencial até 2023

Devido à dificuldade em avançar com a liberação do Auxílio Brasil e com a proximidade do término do Auxílio Emergencial, o governo está estudando uma nova prorrogação do benefício emergencial exclusivamente para os inscritos do Bolsa Família.

A nova prorrogação poderá ser paga até janeiro de 2023, com valor médio de R$ 250 e poderá ser cumulativa com o valor recebido do Bolsa Família. No entanto, o tema ainda está sendo discutido pelo governo e também não há uma confirmação.

 

Fonte: Jornal Contábil