Auxílio Emergencial

Auxílio Emergencial: calendário de saques começa na próxima semana; veja datas e grupos

470Visualizações

A Caixa Econômica Federal está segundo nesta semana com os pagamentos da 6ª parcela do Auxílio Emergencial. Nesta quinta-feira (30), por exemplo, é a vez dos informais que nasceram em setembro e dos usuários do Bolsa Família que possuem o Número de Inscrição Social (NIS) terminando em 0.

Só que antes mesmo do fim dessas liberações, já tem gente de olho no calendário de saques. Para essas pessoas, a boa notícia é que eles não irão precisar esperar muito mais por isso. De acordo com os dados do cronograma oficial do programa, essas permissões começarão a serem dadas já na próxima semana.

A ideia é fazer a liberação do saque da 6ª parcela na próxima segunda-feira (4). Neste dia, os informais que nasceram em janeiro poderão se dirigir até uma agência da Caixa Econômica Federal e retirar o dinheiro em espécie. Pelo menos essa é a expectativa até este momento.

Vale lembrar que essa liberação dos saques vale apenas para os informais. Essas pessoas recebem primeiro o dinheiro de forma digital, isto quer dizer portanto que primeiro eles só podem mexer na quantia através do aplicativo Caixa Tem ou mesmo do Internet Banking. É possível pagar boletos ou mesmo fazer compras por esse modo.

Só depois é que eles conseguem a liberação para fazer os saques. No caso dos nascidos em janeiro, o recebimento digital da 6ª parcela aconteceu ainda no último dia 21 de setembro. A partir do dia 4 de outubro eles irão, portanto, ganhar o direito de ir até a agência e retirar a quantia em espécie.

Penúltimo pagamento

De acordo com o calendário oficial do Auxílio Emergencial, nós estamos passando agora pelo penúltimo pagamento do programa. A ideia é que eles irão fazer mais um repasse em outubro e aí o benefício chegaria ao fim.

Vale lembrar que o Governo retomou os pagamentos do Auxílio Emergencial ainda no último mês de abril. Naquele momento, o país vinha de um hiato de três meses sem nenhum tipo de repasse.

De acordo com o Ministério da Cidadania, o Auxílio Emergencial atende neste momento algo em torno de 35 milhões de brasileiros. Esse número inclui tanto os usuários informais como também aqueles que fazem parte originalmente do Bolsa Família.

Prorrogação do Auxílio

Pelas contas do Ministro da Cidadania, João Roma, esse fim do Auxílio Emergencial vai significar uma notícia muito ruim para muita gente. De acordo com ele, algo em torno de 25 milhões de pessoas que hoje recebem algum benefício, ficarão sem nada a partir de novembro.

Por isso, há uma ala dentro do Palácio do Planalto que defende uma nova prorrogação do programa. Vale lembrar que este ano o projeto já passou por uma adição de meses. Originalmente, a ideia era manter os pagamentos até julho.

De acordo com informações de bastidores, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, não gosta muito dessa ideia. No entanto, em entrevista recente ele admitiu que essa prorrogação do Auxílio Emergencial “pode acontecer”.

Veja datas: 

Fonte: noticiasconcursos