O efetivo foi acionado pela Central de Operações, informando que havia dado entrada no Hospital Regional Emília Câmara, uma mulher vítima de disparos de arma de fogo. Chegando ao local, o efetivo confirmou a informação, bem como a vítima possuía 03 perfurações de arma de fogo, no braço direito. A vítima relatou que conviveu com o imputado durante cinco anos e que estavam separados a um mês. Segunda a vítima, na data de hoje, o imputado havia lhe ameaçado de morte, durante a manhã.  No horário citado, o imputado interceptou a vítima e a obrigou a entrar em seu veículo, momento em que ela  tentou se defender. Informou ainda, que nesse instante o imputado efetuou um disparo contra ela, vindo esta a cair no chão, tendo ele efetuado outros disparos, todos atingindo-lhe o braço. Segundo a vítima, a arma utilizada pelo imputado seria um revólver. Após a agressão ele tomou destino ignorado. O efetivo realizou rondas no intuito de localizar o imputado, porém sem êxito. A ocorrência foi repassada à DPC de plantão de afogados da Ingazeira, onde será instaurado Inquérito Policial para investigar o caso.